Cuide bem do seu pastor

Vivemos tempos difíceis na vocação pastoral, tanto para a Igreja como para o pastor, assim um dos maiores desafios que enfrentamos em nossa vida ministerial é manter um equilíbrio adequado das nossas prioridades.             

Como lideres precisamos desempenhar várias funções, na permanência fiel ao chamado de Deus. Estas funções requerem que sejamos estudantes da Palavra de Deus e vida de oração; temos de liderar a igreja, trabalhar muito para pregar e ensinar a Palavra, de modo que as ovelhas estejam continuamente sendo transformadas por esta palavra na imagem de Cristo.  Temos que realizar a obra de evangelista e dedicar-nos à obra de lidar individualmente com os membros da igreja. Tudo isso e muito mais está incluído na obra de servir a Cristo como um pastor ou líder.              

Deus nos chamou para ser pastores. Esta é a nossa chamada vocacional e ocupa a maior parte do nosso tempo. Constantemente, nós admiramos do fato de que Deus nos deu o privilégio de servi-Lo desta maneira. O ministério pastoral é a chamada vocacional mais sublime do mundo. Nossas responsabilidades pastorais têm precedência sobre quaisquer atividades que envolvam recreação ou não façam parte do ministério. Tudo o que está envolvido no pastorear o rebanho de Deus constitui o nosso dever. Neste ministério, a nossa tarefa mais importante é trabalhar fielmente na pregação da Palavra e na  oração.              

Existe uma solidão inevitável que acompanha o nosso pastorado. A maior parte do nosso trabalho pastoral pode ser feita somente quando estamos sozinhos com Deus. Sem esse tempo de intimidade com Deus, o tempo gasto com as pessoas não terá muito valor.              

Quando temos de fazer certas escolhas difíceis, fazemos baseados nas prioridades do nosso chamado. Então, nós podemos descansar nosso coração sabendo agir com fé, fundamentando  nas  exigências  que Deus tem feito para a nossa vida. Obrigam-nos a sermos os únicos da igreja que conhecem o bastante acerca de Deus. Colocam-nos a lutar com Deus, permitindo que saiamos apenas quando estivermos machucados e surrados, a ponto de sermos bênçãos.              

Nestes anos de ministério, temos encontrado companheiros de ministério que estão sangrando e chorando pelo cuidado de sua igreja.             

Nosso grande apelo a Igreja é: Cuide bem do seu Pastor.

1. Cuide orando por ele. Os pastores genuínos desejam, acima de tudo, as orações do seu rebanho. Devemos orar pelos pastores, e especialmente que tenham condições de pregar a Palavra.  Pastores são humanos, frágeis e pecadores como os demais. Sua tarefa é difícil. O pastorado desgasta e esgota um homem. Pastores são o alvo prioritário do diabo e seus anjos, pois sabem que se conseguirem derrubar e inutilizar um pastor, atingem uma grande vitória. Portanto, os crentes deveriam orar de forma muito especial por seus pastores, para que o Senhor os protegesse de toda obra maligna, e que lhe concedesse a Palavra, facilidade e capacidade para transmitir a mensagem de Deus, confiança e ousadia, sabedoria e conhecimento para expor “o mistério do evangelho”. 

2.Cuide investindo no Pastor. Dê-lhe condições de estudar, reciclar, aprender mais, porque no fim isto será revertido como fruto para a vida da igreja.

3.Trate-o com honra e respeitabilidade. Ser amável, dócil, cortez com o pastor de vossas almas. Nós não posdemos tratar o pastor como qualquer pessoa, ele é uma pessoa muito especial desempenhando uma grande missão dada diretamente por Deus. Sabemos que podemos ser amigos do pastor, mas sem perder o respeito e ignorar sua autoridade pastoral sobre as ovelhas do seu rebanho. Mostre que embora o pastor seja seu amigo, merece respeito e honra. Honra e respeito são características daqueles que amam o Pastor.

4.Remunere bem o seu pastor. O pastor para produzir bons frutos precisa ser bem remunerado. Paulo exorta a Igreja de Corinto sobre o sustento pastoral (2 Co. 1:8-9). O Pastor precisa dessa tranqüilidade financeira, para dedicar-se de corpo e alma ao serviço do Reino. Muitas vezes queremos nivelar, “por baixo”, o sustento financeiro pastoral pela média da renda familiar dos membros. Desenvolva na igreja uma mentalidade que possa contribuir para que o pastor e sua família tenham condições financeiras de realizar um trabalho sem maiores preocupações nesta área.

5.Lembre-se dos dias especiais na vida do seu pastor. Duas datas são importantes na vida do pastor: o seu nascimento e o dia do Pastor (2o. domingo de junho).  O pastor e sua família também celebram o dia do aniversário, de casamento, e tantas outras datas significativas. Lembre-se destas datas tão importantes. Faça um cartão da família e envie para o pastor. Faça uma chamada telefônica e expresse a alegria da sua família por aquela data na vida do seu pastor e de sua família.

6.Não critique o pastor perante os seus filhos. Pastores têm falhas e limitações, mas não podemos destruir a imagem positiva que nossos filhos devem cultivar para com o líder espiritual da sua igreja. Se há algum ponto que não concorda, procure-o e diga-lhe, em amor, das suas opiniões e discordâncias.

7.Participe dos trabalhos da igreja. Leve a sua família a participar dos trabalhos propostos pelo pastor. Ofereça-se para ser um voluntário num novo projeto. Convide outras famílias para o trabalho da igreja. Estas atitudes proporcionarão alegria ao pastor, com certeza.             

Cuide bem do seu pastor! A nossa proposta é que, através destas e outras atitudes, nossas igrejas possam ajudar a tantos pastores que têm sido bênçãos para nós e para nossos familiares.              Um pastor é um ser humano comum, com as mesmas necessidades de todos e sujeito à erros.           

   

(Autor: Ashbell Simonton Rédua) 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s